MISE-EN-SCÈNE: O que é?

Existem muitos elementos necessários para contar uma história na tela com sucesso. O público pode não perceber, mas você deve estar ciente de tudo o que envolve a criação de um produto final evocativo se quiser que seu trabalho tenha sucesso.

A combinação de todos os elementos que se juntam para criar uma brilhante obra cinematográfica? Essa é a mise en scène

O que é mise en scène?

Esse termo surgiu na França nas apresentações clássicas de teatro em meados do século XIX, para definir todos os elementos que compõem a encenação, como atores, iluminação, cenografia, adereços, figurino, maquiagem, etc. Ou seja, tudo o que aparece no palco.

Por que a mise en scène é importante?

Uma boa mise en scène é o que trará o seu público para a história, a mente dos personagens e seus estados emocionais e conduzirá os espectadores e os personagens a uma jornada emocional. 

Ela é importante porque ela é responsável por criar a atmosfera, transmitir emoções, contar a história e estabelecer a estética de um filme. Quando os elementos da mise en scène estão bem pensados e harmonizados, eles tornam as cenas mais envolventes, realistas e impactantes. Isso ajuda a capturar a atenção e o interesse do público, fazendo com que eles se sintam mais conectados com o filme e com os personagens. 

Quais são os elementos essenciais da mise en scène?

Seria fácil presumir que a mise en scène é criada apenas pelo diretor e roteirista, mas é preciso muito mais do que uma ou duas pessoas para criá-la.

Como a maioria dos aspectos do cinema e da televisão, evocar esse clima e emoção por meio da mise en scène é um esforço colaborativo entre os chefes de vários departamentos: cenografia e adereços, iluminação, figurinos, cabelo, maquiagem e locações, bem como bloqueio de atores e composição de tiro. Se tudo não estiver funcionando bem, as coisas desmoronam ou parecem planas na tela.

Quando todos esses elementos se juntam, a história contada é fortalecida e encorajada; a nuance de tudo o que acontece na tela é compreendida e sentida pelo público. Dessa forma, a mise en scène é o coração da narrativa visual. É o que transforma um bom roteiro em uma grande obra de arte.

Planejamento

A composição é tudo quando se trata de criar uma boa mise en scène. Cada quadro deve dizer algo ao público, seja literalmente ou inferido. Ao planejar seu filme, pergunte-se o seguinte: 

  • Como os atores estão posicionados? 
  • Como a cena é iluminada? 
  • Quais são os ângulos de filmagem? 
  • Quais lentes estão sendo usadas? 
  • O que estamos vendo que os personagens podem não ser?
  • Existe movimento, seja na cena ou na própria câmera?

As respostas o levarão a uma mise en scène eficaz.

3 filmes famosos com mise en scène memoráveis

Existem muitos exemplos de mise en scène no cinema. Alguns dos mais famosos e bem executados são: 

Cidadão Kane:

Durante um flashback da infância de Charles Kane, o diretor Orson Welles foi deliberado com a composição e a profundidade do espaço. Ele colocou Kane do lado de fora brincando na neve, visualmente entre os adultos debatendo seu futuro.

The Graduate:

O diretor Mike Nichols brincou habilmente com o figurino como parte da mis en scène do filme. Quando vemos a Sra. Robinson no Taft Hotel, ela está vestindo um casaco de pele com estampa animal, o que reforça seu papel de predadora. 

Amélie:

O diretor Jean-Pierre Jeunet usou o design de produção para comunicar traços da personagem de Amélie. Seu quarto aconchegante e caprichoso a estabelece na mente do público como uma pessoa positiva e divertida. 

Preste muita atenção aos elementos da mise en scène na próxima vez que assistir a um filme. Cada acessório, ângulo e textura foram escolhidos deliberadamente para ajudar você a mergulhar melhor no mundo da história.

marciosoares

Márcio Heleno Soares é realizador de cinema, roteirista e produtor. Dirigiu os curtas Memórias de um Celular (2008), Lambari (2012), Não Há Gatos na Casa (2013), Azul Prussiano (2016). Foi produtor dos longas “O Cineasta” de Leandro Martins e “Planeta Escarlate” de Dellani Lima. Recebeu diversos prêmios incluindo o de melhor filme no Vivo Arte.Mov 2008 e Melhor Curta na Mostra Municípios do Goiânia Mostra Curtas. Seus trabalhos já foram exibidos em grandes festivais brasileiros como Festival do Rio, Tiradentes e Cine Ceará. Atualmente é diretor de produção da UNEC TV e um dos organizadores da Mostra Nacional de Cinema de Caratinga – Olhares do Interior. Em 2020 compôs o corpo de jurados do Festival de Cinema CINEFORTE da Paraíba.

Deixe um comentário